Friday, 8 June 2012

Johnny Restivo - August 1960 - February 1962

JOHNNY  RESTIVO  EM  SÃO PAULO –  AGOSTO 1960

reportagens publicadas no jornal 'Ultima Hora' SP

As Emissoras Unidas, representadas pelas Radios Record e Panamericana, mais o Canal 7, TV Record, depois de trazerem várias atrações internacionais durante o intenso ano de 1960 – resolveram promover uma Quinzena do Rock’n’Roll, trazendo Johnny Restivo, para a terceira semana do mês e Frankie Lymon para a quarta.


4 AGO 1960 – 5a. – Johnny Restivo estará na Record dia 15, inaugurando a Quinzena do Rock’n’roll.  O cartaz teen-ager americano popularizou-se com gravações como “I like girls” e “Dear someone”. Johnny nasceu em North Bronx, cidade de New York, em 13 Setembro 1943, portanto está com 16 anos, mas quase chegando aos 17. Ainda pequeno sua família mudou-se para o estado de New Jersey, e ele começou sua carreira cantando em festivais escolares na Junior High School de Cliffside Park, de onde se diplomou em Junho de 1958.


Rio de Janeiro's 'Diario da Noite'  12 August 1960.

6 AGOSTO 1960 – Sab. -  Johnny Restivo ensaia seu show no Teatro Record. Miguel Vaccaro Netto, o disc-jockey da juventude da Radio Panamericana e colunista de discos do jornal “Ultima Hora”, assiste ao ensaio e relata:  “Assisti no Teatro Record, ao ensaio de Johnny Restivo, que estreará na 2ª feira, às 21horas.  De músicas posso adiantar que cantará:  “Dear someone”, “I like girls” e “Boy crazy” –  as três do long-playing “Oh Johnny” – e também “Hound dog” e “Blue suede shoes”.

COCKTAIL:   A RCA Victor ofereceu cocktail para apresentação de Johnny Restivo à imprensa brasileira.  Sobre Restivo ouvi algumas opiniões: “É o tipo do rapazinho bonitinho da rua Augusta.”, disse Henrique Lôbo, o disc-jockey;  “Que belezinha!” [de uma cantora da RCA];  “Com essa “pinta”, mesmo se não tiver voz, ele fará sucesso com as garôtas.” [reporter de um matutino];  “Como parece artista de cinema!” [diversas mocinhas, rodeadas de copinhos de whiskey].

6  AGOSTO – Sab. – O Globo - Johnny Restivo chegará segunda-feira - Johnny Restivo, o novo ídolo dos teenagers norte-americanos, estará no Rio na próxima segunda-feira, devendo desembarcar no Aeroporto Santos Dumont às 10:30hs. Johnny que é exclusivo da RCA Victor – conta dezessete anos e pertence a escola de Elvis Presley e Neil Sedaka. O cantor fará apresentações no rádio e na televisão.




10 August 1960 - 'Correio da Manhã' (Rio de Janeiro) - Johnny é entrevistado pelo colunista do 'Correio' no Florida Hotel, sendo traduzido por Eduardo Vivacqua e fotografado por Gilberto Ganez. Johnny contou muito de sua vida dizendo que já tinha estado no Hawaii, Australia e Canada. Brasil sendo o primeiro o qual o inglês não é falado. O que mais o impressionou no Rio foi a estátua do Christo Redemptor. Restivo fumava constantemente cigarros de marca nacional. Disse ter certeza que John Kennedy ganha as eleições de Novembro de 1960, embora não seja eleitor por ser de menor idade. É profundamente católico e vai à missa todos os domingos. Quando chegar a New York, onde comprou uma casa recentemente, vai comprar um carro. Voou de New York a Sao Paulo com uma escala em Caracas, Venezuela.

12 AGOSTO 1960 – 6a. – Restivo:  êxito no Rio!  Segundo notícias e comentários vindos da Guanabara, estreou por lá Johnny Restivo, conseguindo um êxito fora do comum, principalmente no número “When the saints go marching in” .

Oh! Johnny Restivo




14 August 1960 - OESP columnist Mary Wynne says pianist Fred Feld rehearsed Johnny Restivo during 2 afternoons the previous week at top night-club Michel where the Boy Wonder would appear on the 15th. Miss Wynne says Fred helped Restivo with an intensive practice and she thinks the boy is a good singer and will give a good performance at the night spot.   


Na mesma edição: Isaurinha Garcia: Não penso mais em suicídio! Cantora aparece em foto com sua filhinha Monica, de 1 ano.  Diz que superou a fase de “mania de suicídio”.  Diz que vez por ora pensava em se matar.  Acostumou-se a tomar bebida alcoólica antes de suas apresentações ao microfone para “soltar a voz” e quando se deu em si, estava consumindo mais de uma garrafa de bebida por dia.  Agora está livre disso tudo.  Continua apaixonada pelo marido Walter Wanderley. Conheceu-o em Recife, quando ele era o pianista de uma boite local. Assim que o conheceu, brincou dizendo que ia se casar com ele;  e dito e feito: quando Walter se transferiu para o Rio eles se tornaram namorados e casaram.


Johnny Restivo in Rio de Janeiro - Radiolandia 


13 AGO 1960 – Sab – Frankie Lymon chegou ontem pela manhã em Congonhas. O jovem cantor “colored” grava para a Roulette nos EUA, que aqui é representada pela Philips.

Em anúncio pago, aparece montagem com as caras de Johnny Restivo e Frankie Lymon. 

Johnny apresenta-se nas seguintes datas:
15 (2ª)  as 22 horas  - irradiado pela Radio Record
16 (3ª)  as 22 horas  - irradiado pela Radio Record
17 (4ª)  as 22 horas  -       “                      “
18 (5ª)  as 22 horas  -       “                      “
19 (6a.)   “    -  televisionado pela TV Record – Canal 7
20 (sab.)  “   -  irradiado pela Radio Record
21 (dom.)     -   televisionado pela TV Record – Canal 7


15 Agosto 1960 – 2a. -  Estréia Johnny Restivo no Teatro Record as 22:00. Chovia muito, afugentando uma parcela dos brotos. Na primeira parte do programa, “Um gaiato em Nova York”, uma revista musical, com os artistas jovens da gravadora Young: 1. Regiane, 2. Nick Savoia,  3. Hamilton Di Giorgio, 4.  The Beverlys,  5. The Teenagers,  6. Dori Angiolella,  7. Marcos Roberto,  8. o guitarrista Gatto e 9. Helena Maria.  Foram apresentadas as ultimas musicas do Hit Parade americano, como “Running bear” [original: Johnny Preston #1 – December 1959], “O Dio mio” [original: Annette Funicello #10 March 1960], “Clementine” [original: ?]  e “Happy go-lucky me” [original: Paul Evans #10 – May 1960].

Armando Gasparin é o patrocinador de Restivo.

17 AGO 1960 – 3a. – Restivo, Rock e Records.  A gravadora Young oferece jantar a Johnny Restivo após o show da Record.  Miguel Vaccaro Netto, o diretor da Young promoveu essa confraternização entre o cantor teen americano e os teens brasileiros.  Quando uma boa parte do cast da Young estava à mesa, organizou-se um showzinho à parte, cantando além de Restivo – acompanhado pelos Teenagers – os próprios Teenagers e mais Hamilton Di Giorgio e Nick Savóia, acompanhados pelo guitarrista Gatto.

Garotão, simples e educado [o que não é tão facil assim em artistas ianques] Restivo mostrou simpatia pela musica brasileira, solicitando fossem apresentadas melodias nossas . Nessa altura Nick Savóia interpretou “A felicidade” [de Tom Jobim] e os Teenagers vários sambinhas bossa-nova. Em dado momento, improvisando uma maraca, Johnny acompanhou o ritmo bem do jeito americano, ou seja, na base do cha cha cha, que serviu para mostrar seu esforço.  Foi um fim de noite que, iniciou-se com pizzas, transformando-se numa gostosa salada musical.

Johnny não era era Eder Jofre, mas tinha lá seus músculos tonificados...


19 AGO 1960 – 6a. – Eder Jofre vence em Los Angeles.  Está perto do título peso-galo.

20 AGO 1960 – Sab. – Escritores boicotaram, mas Carolina Maria de Jesus [favelada] autografou 600 livros.  Aparece foto de Carolina em 1ª pagina em sua noite de autógrafos do best-seller “Quarto de despejo”.


VOLTA DE JOHNNY RESTIVO – FEVEREIRO 1962 – TEATRO RECORD


1º FEVEREIRO 1962 – 5a. – Frondizi acuado: chefes militares exigem fim das relações da Argentina com Cuba.

JOHNNY RESTIVO – o grande idolo da mocidade cantando o espetacular “Twist” – gentileza de SEMP – anúncio pago de 1/3 de página, com foto de Restivo usando a mesma camisa que foi fotografado para a capa do LP “Oh Johnny”.

1º Fev. Quinta   vesperal as 17:00 e as 21:00
2 Fev. Sexta     20:00 - show transmitido pelo Canal 7
3 Fev. Sábado    21:00
4 Fev. Domingo   20:00 – show transmitido pelo Canal 7

2 FEVEREIRO 1962 – Sexta – Restivo estreou no Teatro Record. Duas apresentações, às 17 e as 21 horas. “Twist nas alturas” é o nome da revista por ele estrelada e participam também: Nick Savoia, Hamilton Di Giorgio, Ronny Rios, Trio Marayá, Paioletti e Valeria Luera.

a Revista do Radio arrumou um namoro 'quente' entre Johnny e Marinalva, uma vedete carioca.


6 FEVEREIRO 1962 – Terça – Johnny Restivo diz adeus a São Paulo.  Após atuar 4 dias na TV Record, seguiu ontem cedo para o Rio de Janeiro, onde pretende repousar algum tempo, antes de regressar a New York, o cantor Johnny Restivo.  Aparece foto do cantor beijando uma loira local. O jornal diz que não há romance entre os dois. Johnny aparece bem mais “maduro” do que a carinha-de-garoto de 1 ano e ½ atrás, embora o chamariz do anúncio ainda apresentasse foto dele de 2 anos passados.

10 MARÇO 1962 – Revista do Rádio:   Johnny Restivo arrumou namorada no Rio. Reportagem de 2 páginas onde Restivo aparece abraçado e dançando o “twist” com a vedete carioca Marinalva. Entrevista foi feita no Copacabana Palace e Johnny diz que: “Minha carreira melhorou com Dee Anthony, meu novo empresário há um ano, é o irmão de Bill Anthony, que me acompanha nesta viagem. Tenho um advogado, Mort Farber, e dois contadores,que cuidam da aplicação do meu dinheiro. Para evitar esbanjamento só recebo 100 dólares por semana para meus gastos. O restante é empregado em compra de ações, imóveis e terrenos. Além disso tudo, sou filiado à agência General Artists Corporation.Neste mês de viagem ganhei 40.000 dolares. Viajei durange 1 mês pelo Chile, Uruguai e Argentina e vim terminar na TV Record em São Paulo, e vim para o Rio descansar. Pretendo vir aqui todos os anos,” e olhou intencionalmente para Marinalva, a rainha das vedetes, que conhecera  ha pouco tempo e de quem parecia estar gostando. Ela também estava francamente enamorada de Johnny e disse que iria ganhar uma passagem à Nova York, para visitá-lo lá.  Johnny continua: “O “twist” está realmente fazendo sucesso nos EUA.  Gravei dois “twists”, “The magic age of love “ e “Doctor love”.

CASA PARA OS PAIS:  Johnny Restivo mostra-nos a fotografia de uma casa muito bonita e diz: “Essa casa comprei para meus pais em Monroe, subúrbio de New York.  Nasci nesta cidade e lá vivi até os 13 anos quando nos mudamos para New Jersey. Agora passo em Monroe, com meus pais, apenas os fins de semana. Nos outros dias, fico em meu apartamento de New York, pois tenho sempre que estar no centro da cidade.”





No comments:

Post a Comment